quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Cartas antigas


A Carta

Escrevo-te estas mal traçadas linhas, meu amor
Porque veio a saudade visitar meu coração
Espero que desculpes os meus erros, por favor
Nas frases desta carta
que é uma prova de afeição
Talvez tu não a leias, mas quem sabe até darás
Resposta imediata me chamando de meu bem
Porém o que me importa
é confessar-te uma vez mais
Não sei amar na vida mais ninguém...
(Música de Erasmo Carlos)



Oi gente! Voltando hoje ao tema/tag Retrô/vintage com as cartas antigas, aquelas escritas à mão com letras e palavras desenhadas: caligrafia perfeita. É certo que hoje com o e-mail e mensagens instantâneas temos uma comunicação mais rápida, mas cá pra nós escrever uma carta era um esmero, além da letra bonita, o papel era especial e até perfumado... A pessoa colocava seus sentimentos ali... Já pensou escrever uma carta de amor e esperar ansiosamente pela resposta? Ficar de olho no carteiro e abrir a carta com as mãos tremendo de ansiedade...! E isso poderia demorar semanas! Escrever uma carta hoje em dia é realmente uma coisa especial.

Até pouco tempo atrás eu me correspondia com uma amiga blogueira que deixou de blogar, ela fazia parte de um grupo cujos membros se encontravam de vez em quando em algum lugar do país e que se correspondiam com cartas mantendo a tradição antiga. Lembro que eu tentava caprichar na letra e no papel de carta! Ah... era cada um lindo! Hoje é difícil encontrar nas papelarias, mas na net você encontra... e sim, eu tenho uma pasta no Pinterest só de papel de carta!! Isso ainda vai ser tema de outro post!

Estava pesquisando na net sobre este tema e encontrei um grupo de troca de correspondência, estou pensando seriamente em participar. Caso você também esteja, clique aqui: O envelope de papel.


E aqui está o conteúdo de uma carta antiga:

Então tu pensas que há muitos casais como nós por esse mundo? Os nossos mimos, a nossa intimidade, as nossas carícias são só nossas; no nosso amor não há cansaços, não há fastios, meu pequenito adorado! Como o meu desequilibrado e inconstante coração d’artista se prendeu a ti! Como um raminho de hera que criou raízes e que se agarra cada vez mais. Vim para os teus braços chicoteada pela vida e quando às vezes deito a cabeça no teu peito, passa nos meus olhos, como uma visão de horror, a minha solidão tamanha no meio de tanta gente! A minha imensa solidão de dantes que me pôs frio na alma. Eu era um pequenino inverno que tremia sempre; era como essa roseira que temos na varanda do Castelo que está quase sempre cheia de botões mas que nunca dá rosas! Na vida, agora há só tu e eu, mais ninguém. De mim não sei que mais te dizer: como bem mas durmo mal; falta-me todas as manhãs o primeiro olhar duns lindos olhos claros que são todo o meu bem.

Florbela Espanca, em Correspondência (1921)

💌💌💌💌💌

PS: Minhas férias estão terminando hoje... 😩 e sábado estarei de plantão, então os dias de postagens deste blog ficarão um pouco incertos, blogarei quando der...

Beijos nas bochechas!

25 comentários:

  1. Que tema maravilhoso, cartas*
    Tenho algumas guardadas, principalmente a do marido que quando estava em missão no Xingu, fez malabarismo para me enviar uma carta, e nem sabia se ia chegar.
    Mas recebi um mês depois, com o coração aos pulos....
    Hoje as palavras se perdem com recadinhos rápidos no whatsapp.
    O romantismo se perdeu. Vejo pelos meus netos.
    É diferente.
    bjssss

    ResponderExcluir
  2. Very sweet post! Oh, here's to a few great days left before Saturday. I have to go to work on Saturday too..ALL DAY!

    ResponderExcluir
  3. Hope you have lots more fun, food and laughter before back to work on Saturday! Such beautiful post!

    ResponderExcluir
  4. Me encanto la carta del principio, yo tambien escribía cartas a una amiga bloguera pero ella de España. Pero soy perezosa e ir al correo a dejarle cartas era todo un tramite. Te mando un beso

    ResponderExcluir
  5. Very interesting mail! Once open a time, that kind of mails were so popular here. I loved an old mail you shared. Life goes on! Your holiday was over and you will be at work next Saturday! Good luck to your work Dear friend.

    ResponderExcluir
  6. As cartas eram tão lindas, em especial as de amor! E que linda montagem fizeste! Pena as férias acabando,né? Bom retorno! beijos, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde minha querida amiga. Também tenho cartas antigas e são uma excelente recordação. Obrigado por dividir conosco.

    ResponderExcluir
  8. Ei Ane,

    Amei essa postagem! Que ideia maravilhosa resgatar essas lembranças.

    Adoro essa música na voz de Renato, fazia tempo que tinha ouvido.

    Tenho muitas cartas guardadas que trocava com minha irmã que morava em outra cidade. Guardei para ter como lembranças de um tempo bom.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  9. so good post:) and this poem - magic:)

    ResponderExcluir
  10. hola! cuando era adolescente escriba muchas cartas, pero desde hace muños años no volvi hacerlo. Besos

    ResponderExcluir
  11. Que legalllll!!!
    Também acho lindo, esse tempo, quando se escreviam cartas, era algo tão mais pessoal, muito diferente do quase mecânico do mandar e-mail. Não tem a mesma graça, ainda que necessários nos dias corridos de hoje em dia. Tenho saudades deste tempo. E os papéis de carta, um encanto!
    E que bela carta da Florbela, hein?
    Que peninha que as férias estão acabando amiga, mas bom retorno e com certeza arranjará um tempinho pra blogar também.
    Beijinhos
    Valéria

    ResponderExcluir
  12. Olá, Ane.
    Faz tanto tempo que não escrevo uma carta. A ultima acho que foi para uma amiga quando ela estava no Japão. Acho que nem sei mais como se faz hehe. E essa geração mais nova nem vai saber o que significava.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  13. Ahhh, eu amo escrever cartas, e desde que blogo, a mais de 20 anos, eu me correspondia com meninas através de cartas. Tenho correspondentes fora do Brasil e no Brasil. Uma nostalgia muito boa :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  14. Adoro las cartas, cuando era una niña tenía amigas por correspondencia y recibir sus cartas era lo más ♥

    ResponderExcluir
  15. Cada vez escrevemos menos. Eu já só escrevo postais.
    Beijinhos
    Coisas de Feltro

    ResponderExcluir
  16. Ane, eu AMAVA trocar cartas! Não conhecia esse grupo, estou pensando em me inscrever!!!!!
    Beijos!
    Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
  17. Very beautiful letters. It would be nice if people would write more letters. It is so nice to receive letters. Have a good Sunday.

    ResponderExcluir
  18. El tiempo cambia las costumbres. Recuerdo con la ilusión que esperabamos la respuesta de la carta. A este paso se nos olvidará escribir a mano como antes Ahora con los móviles es muy fácil comunicarse al momento. Linda publicación Ane.
    Buen domingo.
    Un abrazo

    ResponderExcluir
  19. Lembro-me tão bem dos tempos das cartas e postais escritos e enviados pelo correio.
    Como os tempos mudaram.
    Bom domingo
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  20. adoro imenso este género de cartas, não tenho enviado cartas porque não tenho tido tempo devido ao trabalho, adoro aquele selo no fechar da carta
    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Oi Ane.
    Sabe que faz muito e muito tempo que não recebo uma carta? Eu gostava tanto de escrever, quanto de receber, mas com o passar dos anos e as modernidades isso acabou ficando para trás. Seu post me deixou com saudades.
    Boa volta ao trabalho.
    Bjus

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e comentário, assim que for possível passarei em seu blog, não esqueça de deixar o seu endereço! Beijos nas bochechas!

Paginação numerada



Subir