26/06/2013

Depois da viagem


Voltei!Estes últimos dias têm sido bem corridos,depois de minha super folga,que deu pra viajar,tive que trabalhar pesado e amanhã retorno aos plantões.Antes de falar da viagem,queria deixar registrado que estou feliz em ver as manifestações populares em todo nosso país,tirando a violência e o vandalismo que,tenho certeza,é coisa de bandido e delinquente, não é coisa de gente que só quer mudar as coisas erradas que existem no nosso país e que ninguém aguenta mais.Aqui em Natal teve manifestação na quinta passada,estão prometendo outra hoje ou amanhã,não sei bem.

Bem,saímos na sexta(21) a caminho de Currais Novos e Caicó,duas cidades do nosso interior.Currais Novos é conhecida hoje pela Carnaxelita, a maior micareta do interior do estado e pela atividade de extração mineral principalmente da xelita (mina Brejuí). A cidade se desenvolveu muito na época do começo da extração mineral.Foi lá que almoçamos.


Mina Brejuí

Partimos então pra Caicó,a maior cidade da região do Seridó,famosa pela festa da padroeira Sant'Ana que acontece em julho,famosa também pelos bordados típicos,que são realmente lindos,a culinária (o queijo é excelente) e também pelo seu singular carnaval.De lá,passando por cidades menores,fomos pra Mossoró.

A igreja principal de Caicó

O detalhe: a viagem toda foi embaixo de chuva,não muito forte,mas apertou mesmo já bem perto de Mossoró.Esta cidade,chamada a capital do oeste,fica situada entre Natal e Fortaleza,é uma cidade bem quente,que se destaca pela maior produção em terra de petróleo e sal marinho.Lá a água é naturalmente quente,inclusive existe lá um hotel (Thermas) que tem várias piscinas em diferentes temperaturas, a mais quente têm 50 graus e ninguém pode entrar,até porque ninguém aguentaria,né não?Bem,Mossoró tá crescendo bastante,se destacando pelo turismo cultural,com um dos maiores arraiás do nordeste (fomos ver o Mossoró Cidade Junina),pelo primeiro voto feminino do país e também por ter libertado seus escravos 5 anos antes da lei áurea e claro pela resistência ao bando de Lampião cangaceiro;é justamente esta história que é contada na "Chuva de bala no país de Mossoró" dentro da cidade junina.No mais,fomos conhecer a praia dos mossoroenses,Tibau do Sul bem pertinho da divisa com o Ceará.


A igreja de Santa Luzia em Mossoró ainda com as marcas de bala.

Uma das coisas que mais gostei nesta viagem foi conhecer o lajedo de Soledade,situado em Apodi, um dos sitios arqueológicos mais importante do Brasil.Localizado numa área de um quilômetro quadrado de rocha calcária, do período paleolítico, o Lajedo de Soledade quase foi destruído pelos produtores de cal da região. Mas a intervenção de geólogos da Petrobras e dos próprios moradores do distrito do Lajedo, no início da década de 90, acabou salvando este sítio.

No lajedo, pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte encontraram fósseis de animais pré-históricos, como o bicho-preguiça e tatus gigantes, mastodontes e tigres-de-dente-de-sabre que viviam no Nordeste no período Glacial, além de pinturas rupestres.



São vários os painéis dessas pinturas ainda preservadas que se encontram no leito de um rio seco, que podem ser observadas em visitas acompanhadas por guias. Segundo pesquisadores, os desenhos dessas pinturas teriam sido feitos por índios que habitavam essa região no período pré-histórico. Há 90 milhões de anos, toda a área era coberta por um mar raso que, ao recuar, relevou uma grande extensão de rocha calcária.


 O lajedo é constituído por uma área de rocha calcária que sofreu a erosão da água das chuvas, abrindo um mini cânion com cavernas e fendas onde estão gravadas as pinturas rupestres, representando figuras de espécies que seriam araras, papagaios, garças, lagartos e formas geométricas. Já foi tema de documentário de 30 minutos na BBC de Londres. Ocupou páginas de revistas e jornais de circulação nacional e internacional. Foi tema de inúmeras reportagens na TV e em vários outros veículos de comunicação do Brasil. É fonte inesgotável de conhecimento científico para centenas de pesquisadores, inclusive as mais respeitadas do mundo. Recebe, por mês, até 700 visitantes, dos quais 90% são estudantes e professores.

 Chegamos na segunda lá pelas 4 da tarde.Amei a viagem!Como em Julho tenho 15 dias de férias,já estou planejando outra!Vou parar por aqui porque o post tá enorme!Ah sim!Vou fazer minha seleção dos jogadores mais bonitos da copa das confederações!Me aguardem!

 Fui!Beijos nas bochechas!