02/09/2013

Atualizando...


 Viram as novidades do blog?Aqui embaixo agora tem as ultimas postagens deste cantinho!É só clicar nas imagens pra entrar nos posts anteriores.E no Skoob aqui do lado..lembram que tinha 2 livros lá?Pois é,acabei de ler "Marina" um livro fininho que terminei rapidinho,ih...rimei!Muito bom este livro,bem no estilo de Carlos Ruiz Zafón que mistura muito bem drama,mistério,romance e investigação policial,demais,é essa a mistura que eu gosto!É o mesmo autor de "A sombra do vento" igualmente excelente e que me tornou fã do autor.Recomendado!Alguns trechos do livro:

 

"Cedo ou tarde, o oceano do tempo nos devolve as lembranças que enterramos nele."

"Nosso corpo começa a se destruir desde que nasce. Somos frágeis. Criaturas passageiras. Tudo o que resta de nós são as nossas ações, o bem e o mal que fazemos a nossos semelhantes."

Naquela noite, Mijail disse que a vida concede a cada um de nós apenas alguns raros momentos de pura felicidade. Às vezes são apenas dias ou semanas. Às vezes anos. Tudo depende da sorte de cada um. A lembrança desses momentos nos acompanha para sempre e se transforma num país da memória ao qual tentamos regressar pelo resto de nossas vidas, sem conseguir." 

"De nada adianta toda a geografia, trigonometria e aritmética
 do mundo se você não souber pensar por si mesmo. [...]
 E nenhum colégio ensina isso.
 Não está no programa."

"As vezes, as coisas mais reais só acontecem na imaginação."

"A morte não se importa nem um pouco com a justiça."

"O dinheiro não compra a felicidade, costumava dizer Kolvenik, 
mas compra todo o resto."

"- Um bom amigo me disse uma vez que os problemas são como baratas (..) 
Quando à luz do dia, se assustam e fogem."

No Cemitério de Sarriá (..)
- Isto está meio morto, não? - sugiro, consciente da ironia.
- A paciência é a mãe da ciência - replicou Marina.
- E a madrinha da demência - devolvi. - Não tem nada de nada aqui.
Marina me deu uma olhada que não consegui decifrar.
- Está enganado. Aqui estão as lembranças de centenas de pessoas, suas vidas, seus sentimentos,

 suas ilusões, os enganos e os amores não correspondidos que envenenaram suas vidas...
 Tudo isto está aqui, preso para sempre.
(..)
- Ninguém entende nada da vida 
enquanto não entender a morte - acrescentou Marina. 

*******
Ótimas lições pra vida,né? Dar pra pensar pelo menos...
Beijos nas bochechas!