13/04/2013

De computador novo...

 
 
Oi gente!Atualizando atrasada esta semana...mas foi por um bom motivo. Ontem fui ligar o Eric e o danado não conseguiu iniciar os trabalhos.Passou a tarde inteira tentando reparar erros e reiniciar e nada de conseguir. Levei o mesmo para o conserto hoje pela manhã. Aí resolvi comprar um novo pois sempre tenho um de reserva. Fiquei de queixo caído na loja pois quase não encontrava CPUs por lá, a novidade agora é o computador acoplado ao monitor! A finalidade principal é ganhar espaço em casa ou na mesa de trabalho. Adorei !Já estou aqui com o agora batizado Patrick que tem um monitor enorme! O preço? Não foi muito salgado não, e ainda dividido em prestações a perder de vista...kkkk...
 
A semana foi relativamente tranquila, apenas com sustos como assaltos e roubos que por aqui aumentaram bastante. Na cidade onde trabalho houve até arrastão no outro hospital de lá. Tá todo mundo assustado, aqui era bem tranquilo, mas agora...E houve mais denuncias de corrupção, agora nas prefeituras do interior...
 
Lembram quando fiz um post sobre cupcakes e macaroons? Pois a novidade do momento é os cookies! Experimentei e gostei! E olhe que não sou fã de biscoitos. É ótimo pra tomar com café, são sequinhos e não muito doces.Vc encontra em supermercados, mas os mais saborosos são os das cafeterias. que inclusive são maiores que os outros. Há várias receitas na net deste biscoito, o que eu provei foi este abaixo com pedacinhos de chocolate:
 
 
A pesquisa que eu fiz:
 
A palavra cookie vem do alemão, koekje, que significa “pequeno bolo”. Ganhou esse nome porque era, naquele tempo, feita a partir da massa de um bolo e usada para testar a temperatura do forno antes de colocar o bolo inteiro para assar, minimizando os erros. Foram os britânicos que descobriram a bolachinha e acharam que combinaria com seu tradicional chá. Até o século XVIII, as receitas ainda eram publicadas nos livros de culinária como pequenos bolos, apesar de já serem muito populares na Europa há, pelo menos, quatro séculos.
 
Antes da história europeia, há indícios apontando para a origem dos biscoitos na Pérsia, já no século VII. A região foi pioneira no cultivo de açúcar e espalhou o consumo dos cookies para o Velho Continente a partir da conquista muçulmana da Espanha.
 
Já na América, os cookies chegaram com as colonizações britânicas e alemãs. Como o preço do açúcar era muito caro por aqui, eram poucos os que faziam os doces para consumir, mas nos Estados Unidos, virou mania. Os americanos realmente adoram o fato de serem práticas e consomem mais de dois bilhões delas por ano, o que representa quase 300 cookies para cada cidadão, considerando que apenas 5% deles declararam não consumir biscoitos em casa. Fonte

Leti tá um pouco melhor e eu estou praticamente boa da perna, sinto apenas uma certa insegurança em fazer movimentos mais exigentes, já voltei a dançar inclusive, coisa que adoro fazer em casa, mas levantar a perna não, nem pensar! Vamos devagar que o santo é de barro!

Fui! Beijos nas bochechas!