31/10/2015

Saudades...


Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.
Quando vejo retratos, quando sinto cheiros,
quando escuto uma voz, quando me lembro do passado,
eu sinto saudades...

Sinto saudades de amigos que nunca mais vi,
de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...

Sinto saudades da minha infância,
do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro,
do penúltimo e daqueles que ainda vou ter, 
se Deus quiser...

Sinto saudades do presente,
que não aproveitei de todo,
lembrando do passado
e apostando no futuro...

Sinto saudades do futuro,
que se idealizado,
provavelmente não será do jeito 
que eu penso que vai ser...

Sinto saudades de quem me 
deixou
 e de quem eu deixei!
De quem disse que viria
e nem apareceu;
de quem apareceu correndo,
sem me conhecer direito,
de quem nunca vou ter a 
oportunidade de conhecer.

Sinto saudades dos que se foram 
e de quem não me despedi direito!

Daqueles que não tiveram
como me dizer adeus;
de gente que passou na calçada contrária da minha vida
e que só enxerguei de vislumbre!

Sinto saudades de coisas que tive
e de outras que não tive
mas quis muito ter!

Sinto saudades de coisas
que nem sei se existiram.

Sinto saudades de coisas sérias,
de coisas hilariantes,
de casos, de experiências...

Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia
e que me amava fielmente, 
como só os cães são capazes de fazer!

Sinto saudades dos livros que li 
e que me fizeram viajar!

Sinto saudades dos discos que ouvi 
e que me fizeram sonhar,

Sinto saudades das coisas que vivi
e das que deixei passar,
sem curtir na totalidade.

Quantas vezes tenho vontade de encontrar 
não sei o que...
não sei onde...
para resgatar alguma coisa 
que nem sei o que é e nem onde perdi...

Vejo o mundo girando
 e penso que poderia estar sentindo saudades
Em japonês, em russo,
em italiano, em inglês...
mas que minha saudade,
por eu ter nascido no Brasil,
só fala português, embora, 
lá no fundo, possa ser poliglota.

Aliás, dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria,
espontaneamente quando
estamos desesperados...
para contar dinheiro... fazer amor...
declarar sentimentos fortes...
seja lá em que lugar do mundo estejamos.

Eu acredito que um simples
"I miss you"
ou seja lá como possamos traduzir
 saudade em outra língua,
nunca terá a mesma força
 e significado da nossa palavrinha.

Talvez não exprima corretamente
a imensa falta
que sentimos de coisas
ou pessoas queridas.

E é por isso que eu tenho mais saudades...
Porque encontrei uma palavra
para usar todas as vezes
em que sinto este aperto no peito,
meio nostálgico, meio gostoso,
mas que funciona melhor
do que um sinal vital
quando se quer falar de vida
e de sentimentos.

Ela é a prova inequívoca
de que somos sensíveis!
De que amamos muito
o que tivemos
e lamentamos as coisas boas
que perdemos ao longo da nossa existência...
(Clarice Lispector)

*******

 Eu tinha que postar este texto de novo, 
é perfeito pra participar da BC da Chica (37)....


Minhas frases:

Sinto saudades quando lembro de algo inesquecível.

Aqueles que amamos deixam saudades quando partem.

Saudades da minha mãe, pai, casa, gatinha...

****
Beijos nas bochechas!

24/10/2015

Oi gente!

Entusiasmo é quando o coração da gente 
fica todo florido de Deus.
(Ana Jácomo)

O pensamento tem poder infinito.
Ele mexe com o destino, acompanha a sua vontade.
Ao esperar o melhor, você cria uma expectativa positiva
 que detona o processo de vitória.
Ser otimista é ser perseverante, é ter uma fé inabalável 
e uma certeza sem limites de que tudo vai dar certo.
Ao nascer o sentimento de ENTUSIASMO, o universo aplaude
 tal iniciativa e conspira a seu favor,
 colocando-o a serviço da humanidade.
Você é quem escreve a história de sua vida
 - ao optar pelas atitudes construtivas - 
você cresce como ser humano e filho dileto de DEUS.
Positivo atrai positivo.
Alegria chama alegria.
Ao exalar esse estado otimista, nossa consciência desperta
 energias vitais que vão trabalhar na direção de suas metas. 
Seja incansavelmente otimista. 
Faz bem para o corpo, para a mente e para a alma.
É humano e natural viver aflições, só não é inteligente 
conviver com elas por muito tempo.
Seja mais paciente consigo mesmo,
 saiba entender suas limitações.
Sem esforço não existe vitória.
Ao escolher com sabedoria viver sua vida com otimismo, 
seu coração sorri, seus olhos brilham e a humanidade 
agradece por você existir.
(outro texto que encontrei sem o autor)

*******
Voltei a participar do BC da Chica (36):

Minhas frases:

Meu entusiasmo é maior que meu medo.

Com muito entusiasmo enfrento dificuldades e desafios.

Entusiasmo quer dizer: "Em Deus", inspiração divina!

*********
Beijos nas bochechas com muito entusiasmo!


10/10/2015

Ser criança é tudo de bom!


Oi gente! Hum... falar de minha infância é bom demais, que época boa! Eu só tinha que estudar e brincar, não tinha nenhuma outra preocupação na vida. Me lembro que quando chegava da escola, por volta de meio-dia, sempre dava uma passadinha no vizinho, onde morava 2 amigas, pra ver "O Sítio do Pica pau Amarelo" porque lá em casa não tinha TV. Minha melhor brincadeira era imaginar: cenários, imaginar amigos e amigas, imaginar brincadeiras. O quintal lá de casa era enorme, cheio de arvores frutíferas: tinha goiabeira, bananeira, pé de carambola, etc. E sempre tinha um gato meio clandestino porque papai não gostava de gatos. Foi lembrando deste tempo que lembrei também das antigas brincadeiras de infância, que hoje saíram de moda. Olha algumas delas aí:

Amarelinha: Tá, mas eu chamava de academia. Fazíamos o desenho com giz, a pontaria para atirar a pedra dentro do desenho e o equilíbrio contavam muito. 


Pular corda: Brincadeira perfeita! Pulando devagar no começo e depois acelerava, não podia pisar na corda.

Olha estas outras: Queimada, esconde-esconde, quente ou frio, passa-anel, elástico, estátua, bambolê...ah sim! andar de patins! E colecionar figurinhas adesivas naqueles álbuns que comprávamos na banca de jornal. Adoleta, brincar de "casa, nome e lugar" que consistia em pegar lápis e papel e achar nomes próprios, nomes de países, de frutas, todos começando com "A" ou outra letra qualquer... Puxa vida, e ainda tinha as cantigas de roda! Além das bonecas, joguinhos de tabuleiro e os comes e bebes... Eu adorava um refrigerante chamado grapete que tinha sabor de uva. Ah sim,eu tinha um velocípede!


Olha as cantigas:

"O cravo brigou com a rosa...

Marcha soldado, cabeça de papel...
Se não marchar direito vai preso pro quartel....

Criança feliz, quebrou o nariz
Foi pro hospital tomar sonrisal...

Ciranda, cirandinha
Vamos todos cirandar
Vamos dar a meia volta
Volta e meia vamos dar...

Terezinha de Jesus
Deu uma queda foi ao chão...."

Ah!E por favor não atire o pau no gato,tá?
Isso tudo porque estou de novo participando da BC da Chica(34):


Minhas frases:

Minha infância foi feliz e bem aproveitada.

Brinquei e imaginei muito na minha infância.

******
Como foi a infância de vocês?
Beijos nas bochechas!

03/10/2015

Vivenciando o que há de bom...


E que assim seja! Mas o que é vivência? É o conhecimento adquirido através da experiência vivida. Não é lido, não é contado, é experimentado. Nada melhor que ter experiências de vida, é assim que a gente aprende, cresce e amadurece. Estas vivências tanto podem ser boas como ruins, pois aprendemos com cada uma delas. Espero que minhas vivências me tornem uma pessoa melhor a cada dia que passa.
"Quando se é jovem, 10% de nossas vidas é vivência e 90% são sonhos.Na maturidade, se reservados 10% para os sonhos, está de bom tamanho, desde que os 90% restantes sejam de meras lembranças que se traduzam por sabedoria." (Luiz Roberto Bodstein)
E de onde veio esta palavra? Lá da BC da Chica(33)!!


Minha frases:

Vivência é experiência de vida, é viver!

Minha vivência se traduz  no que sou.

*********

Vamos vivenciar muito!
Beijos nas bochechas!